VIT D3 - SAÚDE DOS OSSOS E AUMENTO IMUNIDADE

VIT D3 - SAÚDE DOS OSSOS E AUMENTO IMUNIDADE

Disponibilidade: Disponível em 3 dias úteis Referência: 23041


Por:
R$ 35,00

ou 1x de R$ 35,00 Sem juros
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

 A VIT D3 AGE NA ABSORÇÃO E FIXAÇÃO DO CÁLCIO, ESTIMULA O SISTEMA IMUNOLÓGICO, INFLUENCIA NA FUNÇÃO MUSCULAR, AUXILIA A TIREÓIDE, AJUDA NO CONTROLE DAS EMOÇÕES, ENTRE OUTROS.

O que é vitamina D?

A Vitamina D é o nome geral dado a um grupo de compostos lipossolúveis que são essenciais para manter equilíbrio mineral no corpo, sendo também conhecida como vitamina D antirraquítica e colecalciferol.

Para que serve a vitamina D no nosso organismo?

O nutriente é extremante importante para o bom funcionamento do organismo, porque é ele quem garante que os ossos e os dentes permaneçam fortes, além de garantir a boa saúde cardíaca.

Vitamina D e ossos:

A vitamina auxilia a regular a quantidade de fósforo e cálcio no organismo. 

Assim, aumentando a absorção deles e tendo papel importante na saúde dos ossos e na força muscular.

Nas mulheres, o nutriente é ainda mais essencial, pois após a menopausa, a redução nos níveis de estrogênio diminui a ação da vitamina, bem como a absorção do cálcio pelos ossos.

A redução da absorção do cálcio pode causar osteopenia e osteoporose. 

Manter os níveis adequados destes nutrientes podem prevenir a osteoporose e reduzir a incidência de fraturas ósseas. 

Vitamina D na saúde da mulher:

A vitamina D é essencial para a saúde da mulher, pois, durante a adolescência, contribui para a prevenção da Síndrome dos Ovários Policísticos, da endometriose e da infertilidade.

Além disso, durante a gestação, a vitamina é responsável por prevenir complicações no parto, baixo peso fetal e a diabetes gestacional, bem como auxiliar em melhores resultados da fertilização in vitro.

Já após a menopausa, ela é essencial na manutenção dos níveis de fósforo e cálcio no sangue.

Deficiência de vitamina D

A deficiência de vitamina D pode causar uma série de problemas de saúde. A falta dela aumenta o risco de problemas cardíacos, osteoporose, câncer, gripe e resfriado, e doenças autoimunes como esclerose múltipla e diabetes tipo 1. Em mulheres grávidas deficiência de vitamina D aumenta o risco de aborto, favorece a pré-eclâmpsia e eleva as chances da criança ser autista.

Sinais de deficiência da Vit  D

A vitamina D é necessária para a manutenção do tecido ósseo, ela também influencia consideravelmente no sistema imunológico, sendo interessante para o tratamento de doenças autoimunes, como a artrite reumatoide e a esclerose múltipla, e no processo de diferenciação celular, a falta deste nutriente favorece 17 tipos de câncer. 

Veja outros benefícios:

1. Depressão:

Baixos níveis da vitamina já foram associados a doenças cardiovasculares e neurológicas.

2. Problemas nos ossos:

A vitamina D é necessária para a absorção do cálcio pelos ossos. Pessoas com deficiência de vitamina D chegam a aproveitar 30% menos de cálcio proveniente da dieta. O cálcio é responsável por fortalecer ossos e dentes. A deficiência deste nutriente pode causar o raquitismo na infância e a osteoporose na vida adulta.

3. Gripes e resfriados: 

Este benefício tem sido estudado com base em alguns problemas causados pela falta de vitamina D. Crianças com deficiência de vitamina D tem mais chances de desenvolver infecções respiratórias. Já adultos com menores quantidades de vitamina D contraem mais resfriados e problemas no trato respiratório.

4.Doenças do coração: 

A vitamina D participa do controle das contrações do músculo cardíaco, necessárias para bombear o sangue para o corpo. Além disso, ela permite o relaxamento dos vasos sanguíneo e influencia na produção do principal hormônio regulador da pressão arterial, a renina.

A falta da vitamina D pode levar ao acúmulo de cálcio na artéria, favorecendo o risco de formação de placas. Com todas essas questões, as chances de desenvolver doenças cardiovasculares como insuficiência cardíaca, derrame e infarto são maiores em pessoas com deficiência de Vit D.

5. Risco na gravidez: 

A vitamina D é muito importante para as gestantes. No primeiro trimestre a falta dela pode levar a abortos. Em casos de abortos múltiplos no início da gravidez, pode ser que o sistema imunológico da mãe esteja rejeitando a implantação do embrião. Como a vitamina D age no sistema imunológico, ela pode corrigir este problema.

Além disso, no final da gravidez, a ausência da vitamina D pode causar a pré-eclâmpsia, doença na qual a gestante desenvolve a hipertensão. Afinal, esta substância influência na produção da renina, principal hormônio regulador da pressão arterial. A falta de vitamina D também aumenta as chances da criança ser autista, pois ela é importante para o desenvolvimento do cérebro do bebê.

6. Diabetes: 

O fato da vitamina D influenciar a produção de renina também é interessante para prevenir o diabetes, pois a falta desta substância favorece a doença. Além disso, a produção de insulina pelo pâncreas requer a participação da vitamina D.

Como a diabetes tipo 1 é uma doença autoimune, a vitamina D torna-se interessante por ser um imunoregulador que inibe seletivamente o tipo de resposta imunológica que provoca a reação contra o próprio organismo.

7. Doenças autoimunes: 

A vitamina D já está sendo utilizada no tratamento de doenças autoimunes, condição que ocorre quando o sistema imunológico ataca e destrói tecidos saudáveis do corpo por engano. 

A vitamina D é um imunoregulador que inibe seletivamente o tipo de resposta imunológica que provoca a reação contra o próprio organismo.

Algumas das doenças autoimunes que podem ser tratadas com altas doses de vitamina D são: esclerose múltipla, artrite reumatoide e problemas oftalmológicos que podem comprometer seriamente a visão do indivíduo e para os quais o tratamento costumava ser muito difícil.

8. Câncer: 

A falta de vitamina D favorece 17 tipos de câncer, como os de mama, próstata e melanoma. Isto ocorre porque a substância participa do processo de diferenciação celular, que mantém as células cardíacas como células cardíacas, as da pele como da pele e assim por diante. Desta maneira ela evita que as células se tornem cancerosas. Além disso, a vitamina D ainda promove a autodestruição das células cancerosas.

Por essas razões, alguns estudos mostraram que além de prevenir o câncer, o consumo de altas doses dessa substância pode ser eficaz no combate a determinados tipos de câncer.

9. Autismo: 

Como a vitamina D é importante para o desenvolvimento do cérebro, ela ajuda a prevenir o autismo durante a gestação. Caso a pessoa tenha esta condição, continua interessante que ela obtenha a vitamina D, o que muitas vezes não ocorre facilmente por meio da exposição solar, fonte da substância, pois o indivíduo passa muito tempo em ambientes fechados.

10. Força muscular prejudicada: 

A vitamina D contribui para a força muscular, portanto, sua ausência leva a perda dessa força e aumenta o risco de quedas e fraturas. Uma pesquisa feita pela Universidade de Zurique com pessoas acima de 65 anos observou que o consumo de vitamina D pode diminuir o risco de quedas em 19%.

Posologia: Ingerir 1 dose ao dia. 

 

PRAZO DE PRODUÇÃO: 3 DIAS ÚTEIS, APÓS A DATA DE APROVAÇÃO DO PEDIDO.

"Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!" 

Os resultados e indicações referentes ao uso desse produto foram avaliados e comprovados pelo fabricante deste insumo farmacêutico. Não garantimos os resultados descritos, estes variam de pessoa para pessoa dependendo de diversos fatores como alimentação, prática de exercícios físicos, presença de outras patologias, bem como, o uso correto do produto conforme descrito na posologia.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


    Confira também