ZINCO - AUMENTO IMUNIDADE
BLACK FRIDAY 2021

ZINCO - AUMENTO IMUNIDADE

Disponibilidade: Disponível em 3 dias úteis Referência: 27521


De R$ 50,00
A Partir de:
R$ 35,00
Economize  R$ 15,00

ou 1x de R$ 35,00 Sem juros
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

AUMENTO IMUNIDADE

 

Zinco: completa a ação da vitamina C no sistema imunológico, pois também participa da produção de anticorpos e da formação e funcionamento das células responsáveis pela defesa no nosso organismo. Ele combate os radicais livres e atua na cicatrização de feridas, já que ele é necessário para a formação de colágeno. O zinco é essencial, pois desempenha importante papel em inúmeros processos metabólicos e atuam de modo complementar para o adequado funcionamento do sistema imunológico. O zinco atua no funcionamento e melhora da saúde do corpo. Ele tem efeitos na pele, sistema reprodutivo, sistema imunológico, saúde óssea, função neurológica, no metabolismo e muitas outras áreas. Esse mineral não é produzido ou sintetizado pelo organismo humano, o que implica na sua necessidade de ingestão diária.

Espanta a depressão: De acordo com uma revisão indiana publicada na revista do Instituto de Tecnólogos da Alimentação, nos Estados Unidos, o nutriente melhora o quadro de depressão em mulheres jovens. “Ao que parece, ele facilita certas sinapses, que são os sinais trocados entre os neurônios. Em última instância, isso afastaria os sintomas da melancolia intensa.

Beneficia o sistema cardiovascular: O zinco está ligado a um menor aperto nos vasos. Ele ajuda a regular substâncias envolvidas no controle da pressão. 
Outra explicação plausível é que a falta do mineral pode alterar o paladar, o que levaria a um uso mais intenso de sal. O zinco também é essencial para a reparação de danos nos vasos causados pela oxidação do colesterol LDL.

Combater o diabetes: O mineral que recheia a ostra tem ainda relação íntima com a estocagem e a liberação de insulina. A carência de zinco acelera o processo de resistência a esse hormônio, deixando-nos mais propensos ao diabetes. Fora que a suplementação de zinco já provou exercer impacto positivo no controle da retinopatia diabética – quando o portador da doença tem a sua visão ameaçada.

Melhorar a cicatrização: Quem tem encontro agendado com o bisturi deve prestar atenção na quantidade de fontes de zinco que põe no prato. “A deficiência dele prejudica a reparação do tecido cortado. É que o zinco participa da fabricação de colagenase, enzima responsável por produzir colágeno – uma espécie de cimento da pele. Não à toa, pomadas para cicatrização são feitas com essa substância.

Aumentar a imunidade: O zinco é o micronutriente com maior efeito sobre o sistema imunológico. Na revisão indiana, é mencionado um trabalho que evidencia, em idosos, a associação entre a carência do mineral e a queda na atividade da glândula timo. É nesse órgão, localizado no meio do peito, que ocorre a maturação dos linfócitos T. E eles são importantes células de defesa. Logo, assegurar a prontidão dessas células levanta a barreira contra uma infinidade de encrencas.

Proteger contra pneumonia: Está aí uma das doenças que o zinco, por dar força ao sistema imune, combate. Inclusive, pesquisas já estabeleceram o elo entre o nutriente e a menor duração de uma pneumonia severa. Em crianças com esse problema pulmonar, cientistas perceberam que 20 miligramas do mineral por dia não só aceleravam a recuperação como barravam uma possível resistência a antibióticos, já que diminuíam a exposição a esses medicamentos.

Indicações: 

- Auxiliar do sistema imunológico;

- Antioxidante;

- Pós-cirúrgico e cicatrizante;

- Doenças crônicas e convalescença;

- Dietas restritivas e inadequadas.

Posologia: Tomar 1 capsula após o café ou almoço. 

 

PRAZO DE PRODUÇÃO: 3 DIAS ÚTEIS, APÓS A DATA DE APROVAÇÃO DO PEDIDO.
 
Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!


Os resultados e indicações são avaliados e comprovados pelo fabricante e baseados nos estudos das ações do mesmo, descritos na literatura. Não os garantimos, visto que, eles variam de indivíduo para indivíduo e dependem de vários fatores como: hábitos alimentares, exercícios, patologias pré-existentes e do uso do produto, seguindo a posologia indicada.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

    Confira também